"Tessa Gray tem um anjinho mecânico pendurado no pescoço, um presente de família do qual nunca se separa. O tique-taque do pingente faz com que ela se sinta segura junto á lembrança dos pais que já morreram. Mal sabe Tessa que esse barulinho muito em breve vai se tornar o odioso som de um exército comandado pelas forças do Submundo. Com os Caçadores de Sombras e seu recém-descoberto poder sobrenatural, ela enfrentará uma guerra mortal entre os Nephilim e as máquinas do Magistrado, o novo comandante das trevas na Londres vitoriana."


Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 392
Classificação: 4.5/5 ♥
Formato da Leitura: Físico

  Diferente da série Os Instrumentos Mortais, As Peças Infernais se passa na Londres vitoriana, no período da Revolução Industrial. Existe uma mudança perceptível dos diálogos, mais maduros para a idade dos personagens que condiz com a época, como um livro histórico.

 Tessa Gray se move de Nova York para Londres, após a morte de sua tia, na esperança de se encontrar com seu irmão Nathaniel. Mas o que ela esperava ser um encontro familiar acaba tomando caminhos indesejados. Uma série de acontecimentos a levam a descobrir que possui poder e a conhecer os Caçadores de Sombras. E o poder de Tessa parece muito atrativo para os membros do submundo.

 Ela vai para o Instituto de Londres, onde conhece Charlotte Branwell, a responsável pelo Instituto,  Will Herondale, James Cartais e Jessamine Lovelace, Caçadores de Sombras que ainda não atingiram a maioridade e Sophie, uma criada do Instituto. Lá, aos poucos, começa a descobrir mais sobre seu poder e suas origens.

 Com a ajuda de seus novos amigos, Tessa precisará de coragem para salvar seu irmão das mãos de um vilão que não mede meios para atingir seus fins. Esse é outro detalhe impressionante do livro: Os personagens, muito bem construídos.

Amei a personagem Tessa. Forte, destemida, corajosa, independente e uma leitora assídua. Não gostei tanto do Will quando achei que iria. Eu achei que iria amá-lo, por causa do sangue Herondale, porém o modo rude e sarcástico de Will acaba magoando as pessoas, mesmo sem a intenção. Espero criar uma maior simpatia por ele nos próximos livros da série.

Já o personagem Jem me conquistou em sua primeira aparição na estória. Will e Jem são parabatai, ligados por laços de amizade e lealdade. Eles são uma dupla e tanto de Caçadores de Sombras, mais ligados do que irmãos.

 Outra personagem forte e marcante é Charlotte. Em uma sociedade que mulheres eram julgadas por seu sexo, ela ganhou quase que imediatamente meu respeito por sua conduta. Seu marido é muito engraçado e atrapalhado, parecendo um inventor maluco a cada aparição.

"Deve se ter cuidado com os livros e o que há dentro deles, pois as palavras possuem o poder de nos transformar."

 A autora soube conduzir com maestria a trama, intercalando mistério, aventura e romance. Até a metade do livro pensei ter adivinhado corretamente o final, mas me surpreendi com o desfecho. Anjo Mecânico é um livro excelente e mal posso esperar pela continuação.

Indico o livro para quem ama estórias com um toque histórico, para os que gostam de fantasia e romance. Também indico o livro para quem curte steampunk.

6 Comentários

  1. Gostei das suas resenhas. É difícil ver tanta empolgação assim nas críticas comuns, até eu que não ligo muito pra esse gênero pensei em ler esse livro. Muito divertido seu jeito de escrever.

    A propósito, gostei muito dos seus 2 poemas, tem mais? Acho que você não tem que ter vergonha deles não, é bastante talentosa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *-* Pois é, sempre tendo ser sincera em minhas resenhas...

      Tenho mais poemas sim,e talvez eu os coloque no blog em breve :)

      Excluir
  2. Espero que poste os poemas sim, eles são ótimos.
    Te adicionei no skoob, faz umas duas semanas, não sei se você não aceitou porque pareceu que eu estava fazendo propaganda do meu blog. Se foi desculpa, não era o objetivo. Te adicionei porque você é a única pessoa de Itajaí lá, além de mim, e, convenhamos, o povo aqui não lê muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, infelizmente Itajaí não é uma cidade de muitos leitores, possui poucas livrarias e só a pouco tempo o shopping abriu a loja Livrarias Catarinense. Mas espero que a situação melhore, o acesso ao conhecimento não deveria ser negado nem disperdiçado...

      Excluir
  3. Hey, Talita!

    Eu ainda estou meio em dúvida se leio esse livro ou não, mas sua resenha me deixou com vontade de ler.
    Acho que o farei, vamos ver.

    Beijos e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandra, o livro é realmente muito bom, pois além de trazer fantasia e aventuras, ainda trata sobre o período vitoriano... Espero que goste do livro!
      Abraços!

      Excluir

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs