"Um cometa da cor do sangue e fogo atravessa o céu. E a partir da cidade antiga de Dragonstone às margens proibidas de Winterfell, reina o caos. Seis nações lutam pelo controle de uma terra dividida e pelo Trono de Ferro dos Sete Reinos, preparando-se para o embate através de tumulto, confusão e guerra. É um conto em que irmãos conspiram contra irmão e os mortos se levantam no meio da noite. Neste lugar uma princesa se disfarça como um garoto órfão, um cavaleiro espiritual prepara um veneno para uma feiticeira traidora, e homens selvagens descem das Montanhas da Lua para devastar o campo de batalha. Com um pano de fundo incesto, alquimia e assassinato, a vitória pode chegar aos homens e mulheres possuidores do aço mais frio… e corações mais gelados. Quando há um confronto entre reis, toda a terra treme."

Autor: George R.R. Martin
Editora: Leya
Páginas: 655
Classificação: 3.5/5

 A Fúria dos Reis , segundo volume de As Crônicas de Gelo e Fogo, perdeu um pouco do ritmo alucinante do primeiro livro da série, A Guerra dos Tronos: Em alguns momentos parecia que apesar do número de páginas lidas nada parecia acontecer na estória... Porém não desisti da leitura e por volta da página 210 o livro parece "voltar a vida".

 Marcado pela política e tramoias, o livro traz revelações surpreendentes e foca nos reinos individualmente e em seus reis, e descobrimos mais sobre outras casas, principalmente as vassalas.
 Cada rei está jogando seu próprio jogo e parece estar mais próximo de tomar o trono para si: Joffrey Lannister se senta no Trono de Ferro, como sendo o sucessor de Robert Baratheon, porém é constantemente influenciado por sua mãe, a Rainha Cersei. O principal fator dessa influência é a idade do garoto. Tyrion procura ensinar algo ao menino, porém ele é constantemente ofendido e humilhado por seus familiares.

Stannis e Renly, os irmãos Baratheon de Robert, constantemente se rivalizam.  Stannis agora é acompanhado por uma mulher, Melissandre, uma sacerdotisa vermelha de R'hllor. Para ela, o cometa é um claro sinal de que Stannis foi escolhido pelo deus para ser regente legítimo de Westeros.
Daenerys se torna uma líder para seu khalasar, sendo sua khalesi e decide seguir o rastro do cometa vermelho. Ao ir para a cidade de Qarth, ela visita a Casa dos Imortais. Porém, se tratava de uma armadilha, pois os magos cobiçavam seus dragões.

A série possui reviravoltas a todo instante! E batalhas... O final do livro é oposto do início parado, é fascinante! Uma guerra sangrenta e cruel, que é vencida com uma arma secreta... Que só pode ser magia. Os dragões de Dany estão crescendo, adquirindo poder e causam temor por onde passam. Meus personagens preferidos continuam sendo Daenerys Targaryen, Jon Snow, Tyrion Lannister e Arya Stark.

 Infelizmente eu não consegui gostar tanto deste livro como do primeiro da série, principalmente por algumas cenas que chocam pelo teor sexual, que em minha opinião, nada acrescentam a estória e ao desenrolar dos fatos. Tenho esperanças que a ação e fluidez do primeiro livro da série retornem para A Tormenta das Espadas. Recomendo para os fãs de fantasia e livros históricos.

Deixe um comentário

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs