"Espelho, espelho meu, quem é a mais bela de todas?

Neste deslumbrante livro que é uma ponte entre Cress e Winter, da série Crônicas Lunares, a estória da Rainha Levana é finalmente revelada.
Os fãs das Crônicas Lunares conhecem a Rainha Levana como uma governante que usa o seu “glamour” para ganhar poder. Mas muito antes de ela cruzar seu caminho com Cinder, Scarlet, e Cress, Levana viveu uma estória diferente – uma estória que nunca foi contada . . . até agora. Marissa Meyer trouxe outro conto inesquecível sobre amor e guerra, engano e morte. O livro inclui cenas do próximo livro da série; Winter"


Autora: Marissa Meyer
Editora: Feiwel and Friends
Páginas: 220
Classificação: 3/5
Formato da Leitura: Ebook - Inglês

Apesar de Fairest ter sido publicado antes de Winter, o quarto e último livro da série Crônicas Lunares, eu decidi ler o livro após Winter. Sinceramente eu não acho que ler Fairest antes ou depois dos outros livros da série irá atrapalhar a leitura ao revelar spoilers.

Eu sempre me perguntei o que teria acontecido a Levana para ela ser quem é na série. E Fairest mostrou um lado desconhecido da Rainha que todos conhecemos. Levana foi uma princesa que não se sentia amada pelos seus pais ou sua própria irmã. Ela não tinha amigos e não era próxima a ninguém... Era apenas uma princesa solitária, que desejava, acima de tudo, ser amada e compreendida.

Quando ela era pequena, ela sofreu um "acidente", que desfigurou seu rosto/corpo. A jovem, que já tinha baixa estima, sofreu muito por isso. Graças ao seu "glamour", o poder Lunar que possibilita que a pessoa que o use possa projetar uma imagem diferente da realidade aos outros, ela conseguia disfarçar sua aparência, que na opinião da própria princesa, era grotesca.

Com cerca de quinze anos, Levana se descobre apaixonada pelo guarda Evret. Ele é bondoso com ela, e desesperada por atenção e amor como ela estava, interpretava as atitudes dele para com ela como de adoração e paixão. Porém, no enterro dos pais da princesa, assassinados, a jovem descobre que Evret é casado... e que sua esposa, Solstice, está gravida.

Ela não consegue impedir o sentimento de inveja que a domina... E que cresce a cada dia. Além disso, sua irmã Channery, agora rainha, parece dar mais atenção a casos de amor do que ao seu reino. Levana começa a pensar que poderia ser uma rainha melhor do que sua irmã, mais responsável, mais dedicada.


No parto do bebê de Evret e sua esposa, onde a pequena Winter nasce, Solstice morre. Levana então aproveita cada chance possível para conquistar o guarda, mas ele está coberto de luto por sua amada. Ela não desiste de conquista-lo em todas as oportunidades que os dois estão juntos. Em pouco tempo, Levana se casa com Evret e se torna a madrasta de Winter. Ela não poderia estar mais feliz.

Porém, a felicidade de Levana é abalada com o fato de que sua irmã, a rainha Channary, descobre que está esperando uma criança. Pela lei, o herdeiro ou herdeira assumirá a coroa quando Channary morrer. Levana só poderia reinar de forma provisória, até que a criança atingisse a idade ideal para assumir o trono. A princesa Levana agora precisa decidir o que mais deseja em sua vida, e suas atitudes poderão alterar toda a história de Luna.

Eu gostei do livro por ter revelado o passado desconhecido da rainha de Luna. Percebi que Levana não nasceu má, porém sua criação e a solidão que sempre a acompanhou forjaram cicatrizes que nunca poderiam ser apagadas. Lembrei-me durante a leitura de uma frase: "As rainhas más são as princesas que nunca foram salvas". Essa frase não poderia estar mais correta. A imagem foi retirada do Pinterest.

Deixe um comentário

Seu comentário será sempre bem vindo!

Divulgação de blogs